PARQUE INDEPENDÊNCIA

O Museu do Ipiranga está localizado na zona sul de São Paulo, já nas proximidades da divisa com a zona Leste, as duas maiores e mais povoadas da cidade. O entorno da instituição tem um padrão social bastante complexo, abrigando desde bairros de classe média baixa e média oriundas de seu passado fabril, até novos condomínios de classe média alta erguidos em terrenos de fábricas desativadas, além de acolher a maior ocupação da cidade, Heliópolis, com mais de 100 mil habitantes. Os diferentes setores sociais que ocuparam esse entorno deixaram muitas marcas hoje consideradas patrimônio cultural preservado pelo poder público. O maior deles é o Parque da Independência, que abriga o Museu do Ipiranga, o horto botânico, o jardim "francês", a Casa do Grito e o Monumento à Independência, conjunto tombado pelo Iphan, Condephaat e Conpresp.

Várias residências da família Jafet, a mais rica da comunidade sírio-libanesa da cidade foram tombadas pelo município, além de um conjunto de escolas e conventos erguidos em terrenos cedidos nas primeiras décadas do século XX pelo conde Vicente de Azevedo (Instituto Padre Chico, Educandário Sagrada Família, Internato Nossa Senhora Auxiliadora, Antigo Noviciado Nossa Senhora das Graças Irmãs Salesianas, Antigo Grupo Escolar São José, Instituto Cristóvão Colombo, Seminário João XXIII, Clínica Infantil do Ipiranga, Seminário Central do Ipiranga, Antigo Juvenato Santíssimo Sacramento, Colégio São Francisco Xavier, Instituto Maria Imaculada), tombado também pelo município. O edifício do Museu de Zoologia e a capela do Cristo Operário, com pinturas de Alfredo Volpi, completa o conjunto de bens arquitetônicos do Ipiranga, no qual o Museu do Ipiranga é certamente o ponto mais conhecido e que serve de ponto de referência para todos os demais.

VOLTAR